Quais são os maiores influenciadores de Free Fire no Brasil?

O mundo dos games vem mudando rapidamente e nos últimos 10 anos experimentou uma mudança radical de cenário. Com máquinas mais potentes e muito patrocínio envolvido, o Freefire se tornou um eSport bastante disputado. 

Imagem: Reprodução internet

Com o surgimento de mais público aumentou também sua procura no mercado de apostas. Na Midnite, por exemplo, é possível encontrar as principais competições do Freefire, que ganha espaço ao lado de outros torneios online. E essa é apenas uma fatia do mercado que gira ao redor do eSport.

As competições por times são um nicho muito desejado, mas não a única. Para que se tenha ideia, no ano de 2021 o número de jogadores ativos aumentou drasticamente em todas as plataformas, sendo um claro sinal de que o jogo se popularizou através de streamers. Estes dedicam boa parte de seu dia a transmitir suas partidas, passando dicas de Freefire e ajudando outras pessoas a se desenvolver no jogo. Mas quais seriam esses nomes que movimentam tanto o Freefire nas redes? Estes são alguns deles:


Maellen

Imagem: Reprodução internet

Encabeçando a nossa lista está Maellen, pro player do Santos que possui uma trajetória importante nos jogos online. Ela foi a primeira mulher a chegar às finais da Pro Free Fire e já passou por várias equipes importantes. Natural de Duque de Caxias (RJ), esta jovem de 25 anos começou cedo nos jogos. 

Ainda criança costumava jogar Counter:Strike, Street Fighter, GTA e outros jogos. Após conhecer o freefire não parou mais. Com seu empenho foi a primeira mulher a participar de um campeonato da Garena em 2019, quando fazia parte da equipe The Brothers. Na ocasião, ficou em quinto lugar. Na mesma época começou a fazer lives, chegando a estar no ar por 15 horas consecutivas por dia. 

Contratada pela Los Grandes, Maellen passou a fazer lives profissionais até receber uma proposta do Santos, entrando para LBFF 5. Ao lado da equipe, a jogadora treina durante boa parte do seu dia, mas continua se dedicando ao seu canal que atualmente ela conta com 39.2K de followers. Além de gamer, Maellen é também cantora.

Veja também:  Cartão de troca de nick de graça - Veja como ganhar

Cerol

Imagem: Reprodução internet

Lúcio dos Santos Lima, também conhecido como Cerol ou Cerolzera teve uma infância complicada e chegou a abandonar os estudos. O freefire entrou para sua vida por acaso, quando era motorista de aplicativo. De olho no que aquilo poderia lhe render, Cerol começou a fazer suas lives com o que tinha. A qualidade das transmissões era tão precária que ele recebeu de uma inscrita um computador para melhorar suas lives.

Em 2019 ele já contava com 100k seguidores no Youtube. Foi nessa época que se aproximou de Nobru, que na época era um iniciante e que um ano depois se juntou a Cerol na equipe do Corinthians. Cerol criou a modalidade KOF e se uniu a Nobru para criar a Fluxo Esports. Naquele mesmo ano recebeu o prêmio de Melhor Streamer de 2019 da eSports Brasil.

Aos 29 anos, Cerol é considerado o maior streamer do Brasil, e esse título veio através de uma série de fatores: suas mensagens motivadoras incentivam muito os novos jogadores, e ele também sorteia códigos pagos para seus seguidores. Atualmente seu canal conta com mais de 7,9 milhões de seguidores, sendo considerado um dos maiores fenômenos já vistos nos canais online.

Nobru

Imagem: Reprodução internet

Bastaram apenas alguns anos para que o nome de Bruno Nobru se tornasse um dos maiores do Freefire no Brasil. O jovem que possui sua própria equipe de Freefire e fatura mais de um milhão de reais teve um início modesto. Era guardador de carros e sonhava ser jogador de futebol. 

Após não conseguir pagar sua faculdade, resolveu seguir outros rumos. Começou a fazer transmissões de jogos por hobby, mas pouco tempo depois começou a faturar. Quando foi contratado pelo youtube, o jovem vibrou, pois aumentaria consideravelmente sua renda. Era somente o começo de tudo.

Veja também:  Cartão de troca de nick de graça - Veja como ganhar

Em 2019 Nobru entrou para o Corinthians que deixaria apenas para criar, ao lado de Cerol, sua própria organização de Free Fire, Fluxo. Em agosto último, a Fluxo contratou um time para as competições de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) e vem crescendo cada vez mais.

Nebru alcançou a marca de mais de 13 milhões de seguidores no youtube, e ainda mais 13 milhões no instagram e 781 mil no Twitter. Em sua carreira como competidor, ele ganhou prêmios como Melhor Atleta Free Fire, Craque da Galera e Atleta do Ano. E Nobru tem apenas 21 anos de idade.

Bak

Imagem: Reprodução internet

Finalizando nossa lista, chegamos ao Gabril “Bak” Lessa, também no topo dos maiores influenciadores de Freefire. Nascido no Rio de Janeiro, e não diferente dos outros colegas, começou a jogar muito cedo. Em 2014 já fazia vídeos de Crossfire para o Youtube. Com poucas visualizações, Bak resolveu investir no equipamento e ganhar espaço como gamer. 

Sua carreira só começou a deslanchar quando Bak soltou o Crossfire e resolveu se dedicar ao Freefire e entrou para a equipe B4stardos (B4) em 2018. Lá Bak conquistou suas primeiras temporadas na NFA, se tornando conhecido como o Rei da NFA quando venceu a primeira copa. Em 2019 o jogador passou a fazer parte da LOUD, onde ficou até 2021. 

Bak é um recordista da Twitch no Brasil. No início de 2021 fez a transmissão do 4×4 do BAK e teve 511 mil espectadores simultâneos no Twitch. Seu canal tanto no Youtube quanto no Twitch possui milhares de seguidores, que acompanham suas partidas casuais e jogadas realizadas em torneios. Atualmente o ex-jogador não compete, mas faz parte da Fluxo e anunciou que fará uma 2ª edição do 4×4 do Bak ainda em 2022.

Deixe um comentário